Lavouras do Centro-Oeste seguem em desenvolvimento

05/12/2017 17h43 | Atualizado em: 05/12/2017 17h50

Uma linha de instabilidade pode ser observada pelas imagens de satélite sobre grande parte da região central do Brasil. Assim, a terça-feira será marcada por novas pancadas de chuvas sobre grande parte das regiões produtoras do Mato Grosso, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e partes do oeste da Bahia e sul do Tocantins. Também poderão ocorrer algumas pancadas de chuvas isoladas sobre Paraná e Santa Catarina.

Essas chuvas no Centro-Oeste poderão vir acompanhadas de ventos e até mesmo granizo. Mas por outro lado, essas chuvas frequentes que vem ocorrendo estão mantendo os solos com bons níveis de umidade, possibilitando que as lavouras encontrem condições ideais ao seu desenvolvimento.

Este padrão meteorológico deverá se manter ao longo de toda a semana, isto é, as chuvas continuarão a ocorrer sobre grande parte das regiões Centro-Oeste, Sudeste e do MAPITOBA, incluindo Rondônia e metade sul do Pará. Assim, nos próximos dias, as condições se manterão favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, bem como a realização dos tratos culturais. Vale lembrar que tais condições meteorológicas também estão sendo extremamente favorável a proliferação de doenças.

Para o estado de São Paulo e do Rio Grande do Sul, a terça-feira será de tempo aberto e sem previsão de chuva. Porém, como houve registros de chuva no Rio Grande do Sul no último final de semana, as condições, apesar dos níveis mais baixos de umidade, ainda se encontram favoráveis ao desenvolvimento das lavouras. Com exceção apenas da região da Fronteira Sul onde os volumes de chuvas ainda não estão tão favoráveis e com isso, já existe locais onde o déficit hídrico já está impactando o potencial produtivo das plantas.

Em São Paulo, o tempo quente e sem chuva, principalmente da metade leste, já que houve registros de chuvas na metade oeste do Estado no último final de semana, ocasiona uma redução dos níveis de umidade doo solo, assim, algumas lavouras de grãos, hortaliças, café e cana de açúcar, já começam a sentir os efeitos negativos desse déficit hídrico. Entretanto, ainda é muito cedo para inúmeras perdas nos potenciais produtivos. Até porque, tanto no Rio Grande do Sul quanto em São Paulo, há previsão de chuva generalizada para o final dessa semana, o que irá elevar os níveis de umidade do solo, garantindo assim, boas condições ao desenvolvimento das lavouras.

Em resumo, as condições meteorológicas em todo o Brasil ainda se mantêm favoráveis tanto ao desenvolvimento das lavouras e pastagens quanto à realização dos tratos culturais. Não há indícios de que venham ocorrer perdas significativas de produtividade em nenhuma lavoura ao longo desses próximos 20 dias.

Fonte: Clima Tempo
Foto: Farm Futures.com

saiba mais sobre a comiva?! Basta Clicar aqui »